...

...
...

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Ensinando as Crianças a Rezar o Terço




Desde a semana passada, em nossa oração inicial, estamos pedindo a intercessão e proteção de Nossa Senhora Aparecida para todas as crianças e para o nosso país. Combinamos de rezar a cada semana dez Ave-Marias, até completarmos os cinco Mistérios Gozosos. Todos participam, e a cada Ave-Maria rezada, uma rosa é passada de mão em mão, prendendo assim a atenção das crianças.


Está sendo muito boa a experiência! Estão aprendendo o que é intercessão, conhecendo e entendendo o significado das orações mais difíceis, como o Creio (ou Credo) e a Salve Rainha.

Precisamos ensinar as crianças a orar! "As orações das crianças são uma fonte de proteção para a comunidade e para a nação. A boa notícia é que é fácil levar as crianças a orar. Encoraje-as a orar hoje e deixe o resto com Deus. É possível que ao fazer isto você esteja se apropriando do mais poderoso exército de oração pela transformação de nossas comunidades, do nosso país e do mundo."  (Blog Rede Mãos Dadas)

Depois da oração inicial, passamos para o nosso tema de hoje - o Batismo, primeiro sacramento de iniciação cristã. Vimos a importância desse sacramento como seguimento a Jesus, como é realizado, significado dos símbolos e o nosso compromisso de batizado, de cristão. (Roteiro do encontro na página Banhados em Cristo Somos Uma Nova Criatura).

Encerrando, agradecemos a Deus porque ele é bom e está sempre conosco, e a seguir, despedi a turma com alegria, lembrando as crianças da participação na missa do domingo, ressaltando que o domingo é o Dia do Senhor, e que Jesus nos espera na Santa Missa.


ALGUNS MOMENTOS DO NOSSO ENCONTRO





































































































































quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Pedindo a intercessão e proteção de Nossa Senhora Aparecida no Ano Mariano

12 de outubro é uma data muito importante para nós brasileiros! Esse dia é marcado não só pela alegria das crianças, mas pela fé do povo brasileiro em sua padroeira: Nossa Senhora Aparecida! Nossa Senhora da Conceição Aparecida, popularmente chamada de Nossa Senhora Aparecida, é a padroeira do Brasil e a data comemorativa ocorre no dia 12 de outubro, feriado nacional.

Em 12 de outubro de 2016 teve início ao ano dedicado a Maria. O Papa Francisco e a CNBB oficializou para o Brasil, que a partir daquela data estamos vivendo um Ano Mariano, cujo encerramento ocorrerá em 12 de outubro de 2017, com a comemoração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba.
De acordo com o arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, dom Sergio da Rocha, o período convida à população a voltar o coração para Nossa Senhora. “É um ano para celebrar, para comemorar, para louvar a Deus, mas também para reaprender com Nossa Senhora como seguir Jesus Cristo, como ser cristão hoje”, enfatizou.

História do encontro da imagem - Três pescadores, de nome Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, moradores das margens do rio Paraíba, em Guaratinguetá, estavam pescando em suas canoas, sem conseguir pescar nenhum peixe, depois de longas horas de esperança e inúteis tentativas.
Lançando, João Alves, mais uma vez a rede na altura do Porto de Itaguassu, retirou das águas o corpo de uma imagem, sem a cabeça, e lançando mais abaixo de novo a rede, colheu também a cabeça. Envolveu-a em um pano e continuou a pesca. Desde aquele momento, foi tão grande a pescaria, que em pouco tempo encheram as canoas e tiverem que suspender a pesca para não naufragarem.
Eram fatos extraordinários: o encontro da imagem, o encontro da cabeça, enfim a pesca abundante. E os pescadores começaram a rezar todos os dias preces diante da imagem, pedindo e agradecendo favores e graças. Era a imagem de Nossa Senhora da Conceição, chamada por todos de "Aparecida".
Em 1743 começaram a construção de uma grande igreja, só terminando em 1745. Os romeiros cresciam dia a dia. Em 8 de setembro de 1904, o Papa mandou coroar a Virgem Aparecida. E no dia 16 de julho de 1930, o Papa proclamou a Virgem Aparecida padroeira principal do Brasil.
Neste Ano Mariano, vamos intensificar nossas orações pedindo a intercessão e a proteção de nossa Mãe Aparecida para o nosso país!

Oração a Nossa Senhora Aparecida


“Rainha e Padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida, aos vossos pés vos pedimos para que olheis por nós. Quisestes aparecer no rio Paraíba para pertencer a nossa terra e ser a cor e identidade dos brasileiros. Cremos que sois nossa mãe e companheira, aquela que alivia nosso fardo, libertando os escravos do pecado e convertendo quem coloca os filhos de Deus sob o jugo da maldade. Pedimos, Senhora Nossa, que abençoeis estes vossos filhos que pedem a vossa intercessão e proteção. Toma conta de nossa vida, liberta a nossa família, protege nosso trabalho. Faça de nosso querido país uma pátria de amor e justiça. Dai-nos a esperança de sermos contados como filhos e filhas do Pai, herdeiros da alegria e da graça que desce abundantemente do céu. Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós e salvai o Brasil. Amém.”

domingo, 10 de setembro de 2017

Contando a história de Nossa Senhora Aparecida para as crianças da Catequese


Iniciamos o nosso encontro ouvindo a música "Maria, Lua da Minha Vida", do CD Família dos Anjos.  

Terminada a música, falei sobre o feriado de Sete de Setembro, ocasião em que muitos fieis fazem romaria ao Santuário Nacional de Aparecida, maior templo católico do Brasil. Quis saber das crianças quem já tido participado de uma romaria até Aparecida do Norte.

Convidei as crianças para, juntos, prepararmos o ambiente. Colocamos no chão a Bandeira Nacional, e sobre ela o um terço bem grande e uma rosa.




Nossa Senhora da Conceição Aparecida, popularmente chamada de Nossa Senhora Aparecida, é a padroeira do Brasil.

Perguntei-lhes: Nossa Senhora da Conceição Aparecida é a mesma Nossa Senhora, mãe de Jesus? Imaculada Conceição... Quem é essa linda Senhora?  

Isso mesmo! É Maria! Foi ela quem Deus escolheu para ser Mãe de Seu Filho, Jesus! 

Será que existem muitas Nossas Senhoras? 

Na verdade, Nossa Senhora, a Mãe de Jesus e nossa, é uma só. E por que uma única Mãe com tantos nomes? Nomes como: Aparecida, Fátima, Lourdes, Guadalupe e outros foram dados a Nossa Senhora porque se referem à cidade na qual ela apareceu ou à missão que Deus lhe confiou na Terra. 

Já conversamos sobre a origem de alguns títulos que nós católicos, carinhosamente, denominamos nossa Mãezinha do Céu. Hoje vamos conhecer um pouco sobre a história de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do nosso país.

Mas antes, vamos rezar. Estamos na Semana da Pátria... Vamos dirigir nossa oração a Deus pedindo a paz para o Brasil. Peçamos a Virgem Maria Aparecida, Padroeira do Brasil, neste ano em que estamos celebrando os 300 anos de seu encontro no Rio Paraíba do Sul, para que interceda por nós junto a Jesus.

Rezamos um Pai Nosso, dez Ave-Marias e uma Salve Rainha. (A rosa que estava sobre a Bandeira foi passada de mão em mão, a cada Ave-Maria e, no final, recolocada sobre a Bandeira).

Depois passei a contar a história, utilizando uma dinâmica que retirei do Blog "Catequizando Com Amor".



Para contar a história de Nossa Senhora Aparecida para as crianças, utilizamos alguns objetos  que se assemelham aos objetos presentes nos acontecimentos:



(Retirar de uma caixa um pano azul que representa um rio) 
Há muito tempo, antes de vocês terem nascido, havia uma cidadezinha que ficava perto de um rio muito limpo e cheio de peixes que se chamava Guaratinguetá. Iria passar pela cidade  uma visita muito importante: o Conde de Assumar. Por isso, três pescadores receberam uma encomenda... Teriam que pescar um peixe para esta visita, e se não pescassem seriam presos. Mas naquele rio não estava dando peixe e agora, o que eles iriam fazer?


Num dia ensolarado e bonito, os três pescadores foram pescar. Pegaram seu barco (retirar da caixa um barquinho de papel) e lá foram para o meio do rio Paraiba. Mas não havia peixes! Tristes e já cansados, tentaram pela última vez (mostrar uma “rede”- que pode ser feita com rede de ovo - que simbolize a dos pescadores). Quando retiraram a rede, havia nela a imagem do corpo de Nossa Senhora. Mas eles não deram muita atenção. Foi aí que uma coisa impressionante aconteceu: quando jogaram a rede mais uma vez, a cabeça do corpo que tinham pegado antes foi ‘pescada’! (mostrar uma imagem de Nossa Senhora Aparecida dentro da rede)


E neste momento, um monte de peixes começaram a aparecer ao redor do barco e saltar por todos os lados (colocar um monte de peixinhos de papel no pano azul e no barquinho, com N. Senhora Aparecida no meio do barquinho)


Foi então que eles perceberam que a imagem era de Nossa Senhora e passaram a respeitá-la e amá-la. Um dos três pescadores, o Felipe Pedroso, levou a imagem para sua casa (mostrar uma casinha), e lá várias pessoas passaram a rezar e fazer novenas em homenagem à Nossa Senhora, que recebeu o título de Nossa Senhora  Aparecida - por ter aparecido no rio. Durante todo esse tempo, por sua intercessão a Jesus,  foram realizados muitos milagres. Deixa eu contar alguns pra vocês...


Teve uma noite (mostrar um desenho de lua e estrelas - a minha fotógrafa não me avisou que a lua estava de cabeça pra baixo. haha), que devo contar a todos que não tinha nem um pouquinho de vento, duas velas que iluminavam a Santa se apagaram de repente (mostrar uma vela acesa e apagá-la neste momento). Todos ficaram espantados e uma das pessoas que estavam naquele momento rezando pela Santa tentou acender as velas novamente. Mas antes que ela pudesse acendê-la, as velas se acenderam sozinhas! Este foi o primeiro milagre de Nossa Senhora.


Tem também a história do escravo Zacarias (mostrar um desenho de um escravo algemado). Zacarias era devoto de Nossa Senhora e uma vez, quando passava em frente à igreja que tinham construído para a Santa, preso por grossas correntes (mostra uma algema ou uma corrente), pediu ao seu feitor que deixasse ele rezar à Nossa Senhora Aparecida. O feitor deixou e Zacarias se ajoelhou e começou a rezar. As correntes, que prendiam Zacarias, milagrosamente, se arrebentaram e libertaram Zacarias (se mostrar as algemas, abra-as para simbolizar a liberdade do escravo; se mostrar as correntes deixe-as caírem no chão para fazer barulho, simbolizando a liberdade).


Tem também a história de uma bela e adorável menina que havia nascido cega. E um dia, quando ela e sua mãe passeavam às margens do rio onde Nossa Senhora foi encontrada, a menina vira para sua mãe e diz: “Mamãe, como é linda essa igreja!” (no momento em que contar que a menina era cega peça às crianças que fechem os olhos e quando contar que a Santa curou a menina coloque uma imagem bem bonita da Basílica de Nossa Senhora Aparecida e peça que todos abram os olhos para ver algo parecido com que a menina viu naquele dia).

No começo, a imagem de Nossa Senhora ficava na casa de Felipe Pedroso, mas o número de pessoas que iam até lá para visitarem a Santa era tão grande, que foi preciso fazer uma Igreja tão linda como essa!


Vamos rezar então uma Ave Maria para agradecer o grande amor que Nossa Senhora tem por todos nós? (terminar com uma oração).

(Esta história foi retirada do blog da RCC Uberlândia e foi realizada na catequese em outubro em virtude da festa da Padroeira do Brasil)






MAIS ALGUNS MOMENTOS DO NOSSO ENCONTRO